Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

ONTEM, UM PENSAMENTO....

.

Hoje estou aqui, sozinha, em casa! Aliás, esta semana toda estou assim... “do lar”! Nada ruim ou mesmo que eu não esteja acostumada. Até gosto ficar sozinha, cuidar das coisas por aqui. Exceto passar roupa! Não levo jeito pra coisa, já conformei!

.

Enfim, ontem estava eu fazendo justamente algo que não levo jeito (passar roupa) e fiquei pensando em toda essa situação... Tudo que andou acontecendo de uns tempos para cá. Comecei a relembrar coisas e percebi como eu tive que assumir variadas posturas, assumir coisas, encabeçar situações, cuidar de coisas nunca antes assumidas, vistas.

.

Tudo muito rápido, as coisas apareciam e eu fui participando, acompanhando, fazendo, decidindo tudo; correndo atrás de coisas que muitas vezes eu nem sabia como, por que, onde, quando...

.

De três meses para cá assumi, literalmente, a posição de dona de casa. O forte dos acontecimentos começou em maio. Por causa de uma cirurgia da minha mãe, tive que tomar a postura de cuidar da casa e dela. Contas para pagar, fazer mercado, limpar, arrumar, cozinhar algumas vezes, sair, correr a trás de coisas para a outra casa, uma loucura infinita e ainda tive que rebolar para encontrar tempo para procurar trabalho. Enfim, uma turbulência que acabou melhorando há pouco mais de um mês.

.

Agora me vejo aqui passando roupas, ou seja, novamente assumindo a postura de dona de casa!

.

Com tudo isso, comecei a imaginar, ou melhor, a ME imaginar casada, com uma casa para cuidar, marido, filho(s), trabalho... Passando roupas (que não sei), lavar, limpar, cozinhar... Foi uma viagem longa e divertida! Fiquei pensando se daria conta, se faria as coisas com o capricho que tento fazer agora, se seria feliz... essas coisas.

.

Por um tempo pensei até que estou ficando velha, que o tempo está passando, justamente porque estava indecisa se iria a uma “balada” à noite. Não sentia muita vontade. Queria ficar em casa, no meu canto, fazendo, talvez, nada, mas em casa, quieta...

.

Tive uma sensação estranha, comecei a pensar que depois que assumi essas responsabilidades eu mudei muito. Cresci, parece até que sai da adolescência e entrei, finalmente, na fase adulta, mas eu já estou e há alguns anos... Tive medo e ao mesmo tempo, ansiosa e desejosa de passar por essa experiência. O desejo de ser mãe já me é, por demais, enorme, e passar por tudo isso de fato, assumir isso como condição de vida seria algo totalmente novo para mim.

.

Hoje, essa semana toda e provavelmente a próxima eu estou de “dona de casa” por motivos relevantes, minha mãe deixou esse cargo a mim por conta de uma viagem. Mas, e ter isso todos os dias como sendo uma condição minha, diária, como seria? Será que seria feliz? Ou sentiria falta da vida que levo agora com esse tipo de situação esporádica em meu dia a dia?

.

Perguntas, muitas perguntas, muitas dúvidas, medos até... Mas são coisas que não posso impor uma data. Basta-me apenas imaginar como tudo seria... se!

.

.

Bora lá!

 

Sinto-me:
Rabiscado por Bridget Bran às 02:46
Link do Post | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.Eu, eu mesma e sem Irene!

.Ainda no Forno:

. E FALE BEM ALTO....

. RELATÓRIO.

. NOTÍCIAS

. MISTO DE EMOÇÕES...

. NÃO DESISTA DO AMOR....

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


.Lembranças

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.subscrever feeds