Segunda-feira, 2 de Julho de 2007

Ofereço-te um café!

. 

É estranho escrever aqui se nem ao certo sei quem lerá.... Tenho para mim que esse lance de "blog" é algo para descrever e/ou dividir pensamentos, momentos, sentimentos, fases, mistérios, sei lá mais o que! Blog é coisa do momento....

.

Tenho um fotolog que de início era a minha febre, minha paixão! Nele coloquei vários momentos meus vividos intensamente, mas com o passar do tempo acabou ficando para trás... esquecido... Falta de tempo? Talvez! Preguiça? Provavelmente! Talvez tenha batido aquele momento que o meu EU queria ficar para mim, ser somente meu, então parei. Aqui será assim? Pode até ser que amanhã mesmo eu nem apareça mais por aqui, mas alguém por aí aparecerá....

. 

Fico perguntando-me: porque as pessoas procuram divulgar suas idéias, sensações, emoções, sentimentos por aqui, blog? Fuga? Falta de alguém para conversar? Desabafar? Talvez tudo isso esteja dentro de um mesmo pacote. Será que é aquela famosa falta de tempo que nos faz iniciar em uma aventura dessas? Ou é aqui, através das palavras escritas que criamos coragem para  ser, querer, sonhar, falar ou desabafar o que "pessoalmente" não fazemos??? Huuummm...

.

Acredito que nisso tudo tem a sua verdade e também a sua mentira....Acho que escrever o que nos vai à mente é uma maneira de reafirmar tudo, só que escrito, talvez uma forma para não querermos esquecer o que se passou dentro de nós. Falo isso por experiência, sou daquelas que adoro guardar um papel, um bilhete, uma conversa, uma brincadeira ou algo bonito que eu tenha dito a alguém (vice-versa).  Para ter noção, quando fiz minha primeira faculdade, já há alguns anos, tinha a mania de conversar com meus amigos através da nossa criação, o "paper-mail", eram borrachas carregando nossos bilhetes voando pela sala o tempo todo, isso para não atrapalhar "muito" as aulas. Eu os tenho guardados até hoje ! E quando os leio bate aquela saudade gostosa de um tempo que foi vivido maravilhosamente bem com pessoas ainda mais maravilhosas....

.

E é assim que vou vivendo, guardo tudo, mas quando a coisa aperta, dependendo da situação, desfaço-me de tudo (como fiz a pouco tempo), assim não preciso olhar e recordar-me de coisas que foram importantes. Embora eu saiba que jogar um papel no lixo não significa que sairá de minha memória....(ah se eu pudesse jogar minha memória no lixo também!)

.

Mas, tentarei....quem sabe isso acabe sendo uma distração, uma terapia, um divertimento para mim. E eu acabe aqui, encontrando luzes para algumas escuridões....

.

.

Bora lá!

 

Sinto-me: Bebendo algo quente!
Tags:
Rabiscado por Bridget Bran às 02:15
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos

.Eu, eu mesma e sem Irene!

.Ainda no Forno:

. E FALE BEM ALTO....

. RELATÓRIO.

. NOTÍCIAS

. MISTO DE EMOÇÕES...

. NÃO DESISTA DO AMOR....

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


.Lembranças

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.subscrever feeds