Quinta-feira, 2 de Julho de 2009

NOTÍCIAS

 .

.

1º Venho aqui quase todos os dias ler o post abaixo. Lembro todos os dias do meu "doce sorriso".

2º Sábado é dia de vê-la! Tem festa Junina.

3º Enfim, meu amigo "Boçal" e eu estamos voltando a ficar de boa. Meus sentimentos por ele não estão mais confusos. Graças a Deus consegui por ordem na minha bagunça. Ficamos umas 3 semanas sem nos falar e acho que isso contribuiu para colocar as coisas no lugar. Infelizmente ele não é o tipo de pessoa que se faz apaixonar...gostar. E o que começa acaba indo embora...

4º Não aguento mais essa solidão!

 

 

Sinto-me: Misto de alivio e ansiedade...
Em meus ouvidos toca: A TV está liga...
Tags: ,
Rabiscado por Bridget Bran às 01:33
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

ERA VERSO... ERA PROSA...

.

.

Há um bom tempo que não crio, que não faço. Que não escrevo.... compor poemas era minha atividade principal. Era uma terapia onde externava em palavras escritas o que não conseguia falar, o que não podia....o que não saía.
Há um bom tempo era instantaneo. No meio da rua, dentro do metrô voltando para casa do trabalho, no ônibus...simplesmente as palavras vinham em minha mente e o que quer que estivesse perto servia para registrar.
Hoje em dia não sobra tempo. Não consigo parar para criar. Para externar... Preciso? Sim! Ah, como preciso.... mas não consigo! Tenho tentado manter a sombra de uma mulher forte, principalmente depois que consegui arrancar de uma vez por todas o R. do meu coração. Tenho tentado manter a aparência de uma mulher que não tem nenhum problema, nenhuma dor. Que agora vive para trabalhar e dar andamento em sua pós. E essa carapuça tem servido apenas para duas coisas: 1º para as pessoas me procurarem para dividir seus dramas, para pedir um ombro e uma palavra amiga, para entregar meu melhor sorriso e 2º para me fechar e não conseguir mostrar para ninguém que eu sou uma pessoa que tem dores dentro de si. Uma pessoa que embora se sinta realizada, tb sente que falta algo... e que não consegue expressar. E que na maioria dos dias não consegue ver uma perspectiva de realização dessas faltas.
 
 Há uma confusão dentro de mim hoje. Estou confusa entre a estagnação e a complicação, entre a turbulência  e a paz, entre o certo e o errado. Mas tudo isso envolve algum tipo de sentimento que não consigo mensurar.  Mas é um sentimento que muito me leva para a complicação e minha razão me puxa para a paz, e então o sentimento me faz pensar que essa paz não vai me permitir viver uma história e arriscar, mais uma vez, a tentar encontrar a felicidade. E estou nesse circulo.
 
As vezes acho que tenho chance, as vezes acho que não. É tão complicado entender os pensamentos. É tão dificil diferenciar as palavras das pessoas. Saber o que realmente elas querem dizer.  Mas neste momento está sendo muito mais dificil saber o que EU faço com esta minha vida confusa...
 
Sinto falta de alguns sentimentos, de afeto, carinho. Sinto falta de tanta coisa. Coisas que nem sei....
.
.

 

Sinto-me: O ó do borogodó!
Em meus ouvidos toca: A musica do silencio
Tags: ,
Rabiscado por Bridget Bran às 00:39
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

EU AQUI...

SEM TEMPO PARA POSTAR AQUI, MASSSSSS...

 

 

FELIZ, FELIZ, FELIZ DA VIDAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

.

.

Sinto-me: Muito, mas muuuuito feliz!
Em meus ouvidos toca: Música da alegria pura...
Tags: ,
Rabiscado por Bridget Bran às 23:41
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Domingo, 7 de Dezembro de 2008

HEXA....

 

Salve o Tricolor Paulista
Amado clube brasileiro
Tu és forte, tu és grande
Dentre os grandes és o primeiro
Tu és forte, tu és grande
Dentre os grandes és o primeiro
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
São teus guias brasileiros
Que te amam eternamente
De São Paulo tens o nome
Que ostentas dignamente
De São Paulo tens o nome
Que ostentas dignamente
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado

.

.

Sinto-me: Feliz da vida com meu time!!!!
Em meus ouvidos toca: Hino do São Paulo....
Tags: ,
Rabiscado por Bridget Bran às 22:21
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

LEMBRANÇAS...

.

.

Nas últimas semanas uma pessoa tem sido lembrada em casa. Pai! Ultimamente ele não tem saído de nossas bocas. São vários os assuntos, até coisas que eu nunca soube na época que ele estava vivo minha mãe andou soltando.
 
Minha mãe sempre teve um "senso maternal" de não falar certas coisas para mim, falo em senso maternal, pois foi e é graças a essa atitude que hoje eu tenho as melhores lembranças dele e não consigo guardar "mágoas" em relação as coisas que ele fez em vida.
 
Há poucos dias eu peguei-a falando com minha tia a respeito da doença dele, as mudanças bruscas de comportamento que eu cheguei a presenciar várias, mas por ser muito nova nunca entendi e nunca soube, de fato, a extensão da coisa. Eu estava lavando o banheiro quando ouvi essa conversa e não teve como não chorar, passou um monte de coisas em minha mente nessa hora, foi inevitável não sentir saudades...
 
Um outro dia minha mãe e eu conversávamos sobre família, pelo que ela fez por ele depois que ele voltou doente. E em relação a família dele que não fez nada por ele, pelo contrário, desprezou. E eu não consigo alimentar nenhum sentimento por eles, acho que isso marcou muito em mim, não tenho raiva, mas eu simplesmente não penso neles, apenas na minha avó que infelizmente já faleceu.
 
O foco dessa conversa que tivemos foi meu tio que está, de certa forma, na mesma situação. A diferença é que ele voltou para a casa da mãe e a mulher dele nem quer saber. Por várias vezes me peguei pensando na atitude que minha mãe teve quando meu pai bateu em nossa porta doente. Ela o colocou pra dentro e cuidou dele de uma forma jamais vista.
 
Há muito tempo me pergunto por quem ela fez tudo aquilo, se por ela, por ele ou por nós, seus filhos. Nunca consegui encontrar essa resposta, mas admiro muito minha mãe por tudo o que ela fez, pela luta dela, pela postura. Mesmo ele tendo aprontado muito, ela nunca falou mal dele e ainda assim cuidou dele.
 
Tempos difíceis, mas que deixaram além de marcas, as lições. Lições que nos ajudaram a crescer, a seguir o caminho certo e a agradecer a ele por ter dado a oportunidade de passarmos por tudo aquilo.
 
Mesmo depois de tantos anos, mesmo tendo crescido sem a presença dele na minha vida, eu me pego tentando imaginar como seria a minha vida com a presença do meu pai. Embora não muito hoje em dia, eu sempre ansiei por isso e sempre "invejo" meus amigos que tem um pai...
 
Será meu imaginário pelo resto da vida....

 

Sinto-me: Acho que bem!
Em meus ouvidos toca: Música da saudade....
Tags: ,
Rabiscado por Bridget Bran às 23:39
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos

.Eu, eu mesma e sem Irene!

.Ainda no Forno:

. NOTÍCIAS

. ERA VERSO... ERA PROSA...

. EU AQUI...

. HEXA....

. LEMBRANÇAS...

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


.Minha Hora

.Lembranças

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Quantos passaram pelo meu cantinho...

Free Web Site Counter
Free Counter

.subscrever feeds