Domingo, 16 de Setembro de 2007

DEMOROU, MAS CHEGOU O 3º CAFÉ!

A correria do dia a dia não me permitiu lembrar no cafezinho básico!

 

Procuro sempre deixar algo aqui...ah, ta bom, confesso, isso aqui tem sido uma terapia para mim! Bom, durante esse período passei por datas especiais que precisavam ser registradas aqui, como o aniversário das minhas irmãs, do meu pai etc...além de outros sentimentos que precisam ser registrados para que eu pudesse me livrar deles. Normal!

 

Embora tenha sido corrido e a maioria dos textos tenham sido (novamente) prontos, não deixaram de ter a sua importância, afinal se foi escolhido é por que tem a ver comigo ou com o momento ou então....

 

Esse lance de blog está durando. Até eu estou surpresa com isso, talvez seja por que eu não sinta que eu tenha o compromisso de passar aqui todo santo dia para deixar algo. Graças a Deus esse não é um blog que bomba de visitas (rsrsrs). Ainda bem! Pois a finalidade não é essa mesmo. É só um passa-tempo, um local onde possa deixar meu "lixinho". E tem funcionado, viu. E como!! Adoro passar aqui, reler, visitar os blogues dos meus novos amigos virtuais, me divirto passeando por aqui...

 

Passei o dia todo tentando escrever esse terceiro café e, embora eu tenha tido tempo de sobra, eu não consegui. Não estava me sentindo bem e não queria deixar registrado nenhum pouco dessa sensação, mesmo por que, o fato de registrar fará inevitável amanhã ou depois, passar os olhos e relembrar o momento. Isso não é nada bom! Ser humano é difícil de entender né? Oxente, viu!!

 

O que deu uma aliviada foi ter saído na sexta à noite para tomar um café no Fran's com um amigo. Isso foi o meu alívio, pois esse amigo é uma pessoa super bacana, brincalhona, super pra cima! E nesse café a gente conversou sério, falamos besteiras, falamos mal dos outros (assim como todo mundo! rsrs), rimos e, é claro, tomamos o tal café, né?! E assim a noite passou...e quando voltei para casa estava me sentindo bem melhor. Nada como dar umas boas risadas e falar umas boas besteiras. Detalhe, o tema principal das nossas conversas foi "a mente masculina", ou seja, pode-se imaginar como saí mais doida do que cheguei, né? (hehehe)

 

Hoje, embora "ainda" esteja um pouco baqueada pelas "emoções" do final de semana, resolvi fazer um esforço e escrever. E queria tentar ser o mais "neutra" possível....Acho que estou conseguindo...Eu devia isso para mim! Coisa minha mesmo fazer esse tipo de cobrança...

 

Mas enfim, estou aqui para dizer que a cada dia que passa eu me apaixono ainda mais pela morfossintaxe (ô nomezinho e conteúdo complicado, viu!), quase perdi os cabelos por causa do Mário de Andrade (que Deus o tenha!) e também dizer que por mais que eu me esforce, eu NÃO CONSIGO ME INTERESSAR POR MACHADO DE ASSIS!!! Jesus, salve-me por isso!

 

Bom, acho que me saí bem neste café! Espero não tardar o próximo... 

 .

Bora lá!

.

.

Sinto-me: Deliciada com meu café!
Em meus ouvidos toca: Piu che puoi - Eros Ramazzotti
Tags:
Rabiscado por Bridget Bran às 04:24
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Sábado, 28 de Julho de 2007

OFEREÇO-TE UM SEGUNDO CAFÉ....

(Este eu passei a tarde produzindo!)

.

Cá estou eu para falar do que está sendo esta experiência.

.

Minha vida está corrida ultimamente, uma loucura. Minha cabeça está a milhão por tudo que vem acontecendo em minha vida. As mudanças: internas e externas; transformações; crescimento; dureza, realidade etc, etc e etc.... e durante a semana quase não consigo chegar perto de tudo isso, uma pena, pois eu poderia escrever mais, eu sei que sim! E não ficar somente expressando meus pensamentos atráves de músicas e versos. 

.

Embora, tudo isso que foi escrito aqui conta um pedaço de mim. E música significa muito para mim, pois eu durmo com música, acordo com música (de verdade, pois meu celular me acorda ao som de "Here in my Heart" de Scorpions), passo o dia pensando em música e por ai vai... Agora mesmo, ao escrever tudo isso eu estou ouvindo música. E os versos, eu procuro palavras bonitas até em propaganda de sabonetes (rsrs...). E como tenho a oportunidade de "viver" no meio de livros, fico neles procurando.... Hoje mesmo, fazendo umas arrumações em minhas coisas, peguei um livro de Cecília Meireles, minha preferida autora.

.

Confesso que ando pensando muito neste "meu espaço", pensando em coisas que eu gostaria de expor aqui e tal. Mas por enquanto tudo tem ficado somente em meus pensamentos.... Na verdade tenho um pouco de medo de acabar caindo no mesmo tema, e eu não quero falar disso aqui, embora mesmo não querendo, eu sinto que nas entrelinhas esconde um pouco disso que estou falando.

. 

Gostei daqui, adoro ficar olhando os olhos do sapinho se mexendo (ao lado!). Gostei de cada linha que coloquei aqui, até agora.  De cada título. Escolhi a dedo os versos e músicas, estou procurando ser sincera e honesta ao máximo, e isso tudo para não fazer feio e diante de quem? Talvez de mim mesma!!! Já que fico o tempo todo me cobrando coisas que, em sua maioria, sei que não posso...

.

 .......

 .

Olha só o verso que acabei de receber em minha página no orkut. Acha que não colocaria aqui? Claro que sim, pois tem tudo a ver comigo e com o "meu momento atual":

.

. 

 Seria tão diferente... se os sonhos de que a gente gosta não terminassem tão de repente.
... se os bons momentos da vida durassem eternamente.
... se as pessoas de quem a gente gosta gostassem um pouco da gente.
... se, quando a gente chorasse, fosse só de contente.
... se as pessoas que a gente ama sentissem o que a gente sente.
. 
Mas é tudo tão diferente...

. 
Os sonhos de que a gente gosta terminam tão de repente...
Os bons momentos da vida não duram eternamente.
As pessoas de quem a gente gosta nem sempre gostam da gente.
Das vezes que a gente chora, poucas vezes são de contente.
E as pessoas que a gente ama não sentem o mesmo que a gente...
. 
Mas poderia ser tão diferente...

 .

...voltando....

.

Enfim, ao pensar nestas palavras e transcorrê-las por estas linhas mais um milhão de coisas passaram por minha mente, mas eu deixo isso para um próximo café...

.

.

Bora lá!

 

Sinto-me: Tomando algo quente!
Em meus ouvidos toca: Nunca Pare de lutar (sugestivo!)
Tags:
Rabiscado por Bridget Bran às 04:48
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Julho de 2007

Ofereço-te um café!

. 

É estranho escrever aqui se nem ao certo sei quem lerá.... Tenho para mim que esse lance de "blog" é algo para descrever e/ou dividir pensamentos, momentos, sentimentos, fases, mistérios, sei lá mais o que! Blog é coisa do momento....

.

Tenho um fotolog que de início era a minha febre, minha paixão! Nele coloquei vários momentos meus vividos intensamente, mas com o passar do tempo acabou ficando para trás... esquecido... Falta de tempo? Talvez! Preguiça? Provavelmente! Talvez tenha batido aquele momento que o meu EU queria ficar para mim, ser somente meu, então parei. Aqui será assim? Pode até ser que amanhã mesmo eu nem apareça mais por aqui, mas alguém por aí aparecerá....

. 

Fico perguntando-me: porque as pessoas procuram divulgar suas idéias, sensações, emoções, sentimentos por aqui, blog? Fuga? Falta de alguém para conversar? Desabafar? Talvez tudo isso esteja dentro de um mesmo pacote. Será que é aquela famosa falta de tempo que nos faz iniciar em uma aventura dessas? Ou é aqui, através das palavras escritas que criamos coragem para  ser, querer, sonhar, falar ou desabafar o que "pessoalmente" não fazemos??? Huuummm...

.

Acredito que nisso tudo tem a sua verdade e também a sua mentira....Acho que escrever o que nos vai à mente é uma maneira de reafirmar tudo, só que escrito, talvez uma forma para não querermos esquecer o que se passou dentro de nós. Falo isso por experiência, sou daquelas que adoro guardar um papel, um bilhete, uma conversa, uma brincadeira ou algo bonito que eu tenha dito a alguém (vice-versa).  Para ter noção, quando fiz minha primeira faculdade, já há alguns anos, tinha a mania de conversar com meus amigos através da nossa criação, o "paper-mail", eram borrachas carregando nossos bilhetes voando pela sala o tempo todo, isso para não atrapalhar "muito" as aulas. Eu os tenho guardados até hoje ! E quando os leio bate aquela saudade gostosa de um tempo que foi vivido maravilhosamente bem com pessoas ainda mais maravilhosas....

.

E é assim que vou vivendo, guardo tudo, mas quando a coisa aperta, dependendo da situação, desfaço-me de tudo (como fiz a pouco tempo), assim não preciso olhar e recordar-me de coisas que foram importantes. Embora eu saiba que jogar um papel no lixo não significa que sairá de minha memória....(ah se eu pudesse jogar minha memória no lixo também!)

.

Mas, tentarei....quem sabe isso acabe sendo uma distração, uma terapia, um divertimento para mim. E eu acabe aqui, encontrando luzes para algumas escuridões....

.

.

Bora lá!

 

Sinto-me: Bebendo algo quente!
Tags:
Rabiscado por Bridget Bran às 02:15
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos

.Eu, eu mesma e sem Irene!

.Ainda no Forno:

. DEMOROU, MAS CHEGOU O 3º ...

. OFEREÇO-TE UM SEGUNDO CAF...

. Ofereço-te um café!

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


.Minha Hora

.Lembranças

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Quantos passaram pelo meu cantinho...

Free Web Site Counter
Free Counter

.subscrever feeds