Segunda-feira, 13 de Agosto de 2007

SAUDADES...

.

Por Miguel Falabella
.
Em alguma outra vida, devemos ter feito algo de muito grave para sentirmos
tanta saudade.
Trancar o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie
e pedra no rim.
Mas o que mais dói é a saudade.
Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba (apesar de eu achar que AMOR não acaba), ou torna-se menor,

ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Não saber se ela ainda usa aquela saia.
Não saber se ele foi à consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre
ocupada, se ela continua preferindo suco, se ele continua sorrindo com
aqueles olhinhos apertados, se ela continua dançando daquele jeitinho
enlouquecedor, se ele continua cantando tão bem, se ele continua amando, se
ela continua a chorar até nas comédias!
Saudade é não saber mesmo!
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as
lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio
que nada preenche.
Saudade é não querer saber se ela está com outro, e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela.
Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer.
Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo, e o que você, provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler...
.

.
Acho que não preciso falar nada, apenas sentir....saudades!

.

.

.Bora lá!

.

Sinto-me: Com dor nas costas! :)
Em meus ouvidos toca: O segredo de ser feliz
Rabiscado por Bridget Bran às 21:13
Link do Post | Teçam seus comentários | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Amadan a 14 de Agosto de 2007 às 00:06
A saudade é o vazio que fica no peito quando a presença nos é roubada.
Este texto é belíssimo e tal como o Miguel falou, senti saudades ao lê-lo. Não senti um vazio, mas muitos vazios pois as saudades acumuladas acabam por esburacar o coração, não deixando por vezes espaço para outras presenças.


De Bridget Bran a 14 de Agosto de 2007 às 21:05
Olá Amandan!

É, realmente a saudade é um sentimento muito confuso, pois ao mesmo tempo que é gostoso senti-la, também faz mal. Principalmente quanse sabe-se difícil "matá-la"....

Beijos,
Bri


Comentar Post

.Eu, eu mesma e sem Irene!

.Ainda no Forno:

. E FALE BEM ALTO....

. RELATÓRIO.

. NOTÍCIAS

. MISTO DE EMOÇÕES...

. NÃO DESISTA DO AMOR....

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


.Minha Hora

.Lembranças

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Quantos passaram pelo meu cantinho...

Free Web Site Counter
Free Counter

.subscrever feeds